Full width home Anúncio

Como fazer papinha de bebê fácil e nutritiva

Como fazer papinha de bebê fácil e nutritiva

Como fazer papinha de bebê fácil e nutritiva

A papinha é um dos primeiros contatos do bebê com os alimentos que vai comer ao longo da vida. Então a papinha precisa ser bem gostosa!



No supermercado tem diversas opções de papinha de bebê, mas é claro que a versão caseira é mais saudável e nutritiva, sem conservantes e feita com mais amor também. Então, veja a seguir como fazer diferentes tipos de papinha de bebê em casa.
Antes de ler as receitas e fazer, lembre-se que os bebês são sensíveis e podem ter alguma restrição alimentar. Então, o ideal é que, na dúvida sobre algum ingrediente, consulte o pediatra antes de alimenta-lo com a papinha.
Também deve ter cuidado em não exagerar nos temperos e ter orientação do pediatra sobre quando é a hora certa de começar a oferecer papinhas para o seu bebê. Agora sim, confira as sugestões.

5 Receitas de papinha de bebê nutritiva para fazer em casa

As opções são de papinhas de bebê doces e salgadas para oferecer em diferentes momentos do dia. Pergunte ao pediatra qual é a porção ideal que pode oferecer ao seu bebê e já guarde-as na medida certa.

1. Papinha doce de pera


Esse tipo de papinha doce é o primeiro que seu bebê deve experimentar, antes de começar a comer as salgadas. É bem fácil de fazer.
Ingrediente
Pera: 1 unidade bem fresca.

Modo de preparo

  1. Lave muito bem a pera, corte-a ao meio e retire o miolo com as sementes;
  2. Vá raspando a polpa com uma colherinha de café e oferecendo na hora para o bebê, em pequenas porções;
  3. Não misture açúcar nem outro ingrediente qualquer, pois a própria pera já tem a quantidade de açúcar suficiente.

2. Papinha doce de banana


Essa é mais uma opção que pode oferecer ao bebê logo na fase de iniciação às papinhas. Escolha uma banana madura, que é mais doce e macia, mas não madura demais.
Ingrediente
Banana: 1 unidade pequena e madura.
Modo de preparo
  1. Descasque a banana, coloque no pratinho e amasse com um garfo até que vire uma papinha bem molinha e sem grumos.

3. Papinha salgada de abobrinha com batata


Essa é uma boa escolha de papinha de bebê para a segunda fase, quando já se pode introduzir legumes. A batata é um bom carboidrato, enquanto a abobrinha é bem fácil de digerir. Nessa fase misture, no máximo, dois legumes.
Ingredientes
Abobrinha: ½ unidade;
Batata inglesa: 1 unidade pequena.
Modo de preparo
  1. Lave bem os vegetais, descasque e corte em pedacinhos para facilitar o cozimento;
  2. Leve para cozinhar no vapor até que estejam totalmente macios;
  3. Coloque em um prato e amasse muito bem ou bata no liquidificador para virar um purê. Deixe ficar bem morninho para depois oferecer ao bebê. Só salgue se o pediatra permitir.

Recomendado para você:

Guia Alimentar para Crianças


4. Papinha de cenoura

Papinha de beterraba, batata, couve, feijão e frango


  • 1 colher (sopa) de azeite ¼ de beterraba picada 
  • 2 batatas pequenas picadas em cubos
  •  ½ folha de couve pequena, bem picadinha 
  • ½ filé de peito de frango temperado com alho, coentro e cebola 
  • 1 colher (sopa) feijão cozido sem tempero


Cozinhe a beterraba e as batatas no vapor até ficarem bem macias. Reserve. Em uma frigideira antiaderente, refogue o frango temperado e o feijão e em seguida, adicione um pouco de água para cozinhar. Por ultimo, acrescente a couve picadinha para refogar junto. Sirva o frango bem picadinho, ou desfia- do, juntamente com o feijão e a couve e amasse os legumes separadamente com um garfo 

Gostou deste artigo sobre Papinhas para Bebê? Então lembre-se de compartilhar

_________________________________________________________

Conheça o e-book que tem feito a diferença na vida de muitas crianças!

Você também pode conferir todas as informações no site oficial AQUI


post%25C2%25B4geracao-1

Com certeza você já ouviu a frase “isso é fase depois que crescer ele vai comer melhor”
Essa frase não é verdade, os hábitos alimentares que se cria na infância pode 

gerar problemas sérios no futuro do seu filho.

Quantas vezes cenas como essa se repetem na sua casa? Na hora do almoço e do jantar a mesa parece um ringue? É aquela briga, a criança chora, foge e tem uns que até vomitam por não querer aquele alimento que está sendo oferecido a ela.

A recusa aos alimentos, a falta de apetite na hora das principais refeições gera uma certa agonia e estresse para a mãe e também para a criança.

Com certeza você já tentou todas as estratégias possíveis. Já tentou dar comida à força, já prometeu aquele doce ou aquele brinquedo, já deixou ele com fome, já levou ao pediatra, já deu remédios para abrir o apetite e nada mudou?

Abaixo você confere os principais erros que os pais cometem ao tentar incorporar uma alimentação mais saudável para os filhos:


- Alimentação forçada, com ameaças e gritos.
Dar estimulantes para abrir o apetite.

- Esconder verduras e legumes debaixo do arroz e do feijão.
- Dar comida na frente do computador ou da televisão para “distrair” a criança.
- Não dar exemplo de hábitos alimentares saudáveis.
- Desistir frente a recusa dos alimentos.
- Dar motivação com promessas de brinquedo ou guloseimas.
- Não estabelecer horários fixos para as principais refeições.


Mas não se desespere, aqui você vai descobrir como reverter essa situação e fazer o seu filho se deliciar com alimentos saudáveis e nutritivos.

Saiba o que você vai encontrar no Guia Alimentar para Crianças:

                                   conte%25C3%25BAdo%2Bdo%2Be-book

Gostou desta nossa indicação? Então acesse agora mesmo o site oficial deste material e confira 3 BÔNUS  EXTRAS que você vai ganhar junto com o Guia Alimentar para Crianças!

Acesse aqui e confira>

Podcasts - Saúde e Beleza

Mais visitadas

Bottom Ad [Post Page]